Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre – A Construsul Dedetizadora Porto Alegre, Dedetização, Desentupidora, Limpa Fossa, Limpeza de Caixa de Água realiza serviço de limpeza e higienização de caixa D’água, a empresa de limpeza de caixa d’água atende normas vigente. Entretanto, para manter sempre a boa qualidade da água que será consumida, é muito importante que se tome alguns cuidados na instalação, manutenção e limpeza da caixa-d’água a cada seis meses.

É necessário verificar as condições de higiene e vedação, para prevenir a entrada de insetos e outros corpos estranhos. De seis em seis meses o usuário deverá executar a limpeza, afastando, assim, o risco de doenças, como verminoses e infecções. A higienização correta das caixas d’água em empresas, residências, comercio e condomínios, garante a qualidade da água consumida pelas pessoa e conseqüentemente, a preservação de sua saúde.

Infelizmente, esse procedimento que deveria ser realizado de seis em seis meses não é uma constante. Até chegar às torneiras para consumo, a água percorre um longo caminho. Inicialmente é bombeada de alguma reserva até uma estação de tratamento, onde sempre através de tubulação segue para reservatórios de bairro e posteriormente, para as casas, condomínios, indústrias e assim chegando primeiro nas caixas d’água.

Garantia de qualidade da água fornecida até o ponto de entrega, atendendo ao padrão de potabilidade definido pelo Ministério da Saúde. Entretanto, para manter sempre a boa qualidade da água que será consumida, é muito importante que se tome alguns cuidados na instalação, manutenção e limpeza da caixa-d’água. É necessário verificar as condições de higiene e vedação, para prevenir a entrada de insetos e outros corpos estranhos.


Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

Serviço de Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

Etapas da Limpeza e Desinfecção

1) Esgotamento da Caixa / Reservatório;

2) Lavagem das paredes internas;

3) Enxaguar;

4) Esgotamento dos resíduos provenientes da limpeza;

5) Aspersão de hipoclorito de sódio;

6) Reabastecimento da Caixa / Reservatório.

7) Laudo bacteriológico.

8) Remoção de detritos e desinfecção de reservatórios d’água. Esgotamento de garagens e piscinas. Apos limpeza e desinfecção realizado pela Construsul Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre é hora do cliente fazer sua parte e zelar pela qualidade D´água recebida.


Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

Empresa de Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

Uma contaminação Físico-Química, geralmente esta associada a algum fator desagradável nas características organolépticas da água como:

COR – Causada por acumulo de sujidades na água;

ODOR – causado por matéria orgânica em decomposição ou hipercloração da água;

SABOR – causado por matéria orgânica em decomposição ou hipercloração da água

Obs. Para este estudo não estamos abordando contaminações físico-químicas de ordem mais séria, como as causadas por contaminações por pesticidas ou metais pesados. A responsabilidade da manutenção da qualidade da água por parte da concessionária pública se limita ao cavalete de entrada. A partir deste ponto a qualidade da água é de total responsabilidade do proprietário ou usuário. Peã um orçamento Gratuito na Grande Porto Alegre.

É responsabilidade do proprietário ou usuário a contratação de um profissional da química, para diagnosticar a periodicidade de limpeza. Assessorar quanto aos procedimentos de limpeza e higienização. O Químico responsável pelos procedimentos de limpeza e higienização dos reservatórios e caixas d’água, deverá comprovar a eficiência da Sanitização através de ensaios físico-químicos e microbiológicos, conforme Portaria do Ministério da Saúde.


Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

Como Limpar sua Caixa d’Água Porto Alegre

Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

É muito importante que a caixa d’água seja limpa de 6 em 6 meses, para garantir que o abastecimento de água para a sua família seja saudável. Para isso, basta seguir os seguintes passos:

01 – Feche o registro de Entrada.

02 – Após fechar o registro de entrada, consuma e reserve parte da água do reservatório para realização de atividades domésticas, mas tome o cuidado de manter cerca de um palmo de água dentro do reservatório, para ser utilizada na limpeza.

03 – Feche o registro de saída para impedir que a água, ou resíduos, do procedimento de limpeza contaminem a tubulação e os pontos de consumo.

04 – Utilize pano e esponja macia para limpar o fundo e as paredes internas do reservatório. Se for necessário, utilize pá plástica e escova de cerdas de fibra vegetal, ou cerdas plásticas macias, para retirar excessos de sujeira/resíduos do reservatório.

IMPORTANTE: nunca utilize vassouras, escova de cerdas metálicas, detergentes e qualquer tipo de sabão, no procedimento de limpeza da caixa d´água.

05 – Descarte a água suja pela tubulação de limpeza. Se for necessário, utilize parte da água reservada (Passo 2), para limpar completamente as paredes e o fundo da caixa.

IMPORTANTE: nunca descarte a água suja pela tubulação de saída (pontos de consumo, como: torneiras, chuveiros e descargas), pois todos os resíduos provenientes do processo de limpeza ficarão acumulados nesta tubulação e contaminarão a água utilizada para consumo.

06 – A água suja que não descer pela tubulação de limpeza e ficar no fundo do reservatório deve ser retirada com a ajuda de um pano, esponja ou balde.

07 – Após descartar toda a água suja do reservatório, feche o registro de limpeza.

08 – Mesmo com a caixa sem sujeira aparente, o procedimento de limpeza ainda não foi concluído. É necessário fazer a sanitização do reservatório e, posteriormente, dos pontos de consumo. Para iniciar esta etapa, abra o registro de entrada.

IMPORTANTE: mantenha os demais registros fechados.

09 – Encha a caixa d’água com cerca de 1 (um) palmo de água, feche o registro de entrada.

10 – Adicione cerca de 1 L (um litro) de água sanitária para cada caixa de 1.000 L. Ou seja, se a Caixa for de 500L, adicione 0,5 L (meio litro) de água sanitária. Se ela for de 2.000 L, adicione 2 L (dois litros).

Deixe esta mistura na caixa por 2 (duas) horas e, a cada 30 minutos, com o uso de um pano ou de uma brocha, passe a solução nas paredes internas e na tampa do reservatório.

IMPORTANTE: não utilize esta mistura (solução) para consumo.

11 – Ao final das 2 (duas) horas, abra o registro de saída, torneiras e descargas, para que a solução contendo água sanitária faça a sanitização da tubulação de saída/consumo.

12 – Após descartar toda a água, feche todas as torneiras, chuveiros e descargas, e abra o registro de entrada para encher a caixa d´água.

IMPORTANTE: mantenha o registro de saída aberto.

13 – Coloque a tampa na caixa d´água, assegure que ela esteja travada e deixe registrada a data da próxima limpeza na parede externa da caixa.

OBSERVAÇÃO: por segurança, para descartar qualquer resíduo da água sanitária que, porventura tenha ficado na tubulação, utilize a parte da primeira água armazenada na caixa para lavar pisos, banheiros e limpar quintal.


Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

Doenças pela Falta de Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

Limpeza de Caixa d’Água Porto Alegre

A água contaminada pode conter grande quantidade de agentes transmissores de doenças. Dentre as doenças veiculadas pela água, as mais comuns são:

CÓLERA – É uma doença causada pelo vibrião colérico, uma bactéria que se multiplica rapidamente no intestino humano produzindo uma potente toxina que provoca diarréia intensa. Sua transmissão é diretamente por ingestão oral, principalmente em água contaminada.

AMEBÍASE – É uma doença de difusão mundial causada pela Entamoeba histolytica, que se instala principalmente no intestino grosso humano. A transmissão da doença é feita por cistos eliminados com as fezes e ingeridos com água ou alimentos. Os Sintomas manifestam-se com quadros disentéricos agudos, diarréias com sangue, cólicas abdominais, náuseas, vômitos, emagrecimento e fadiga muscular.

FEBRE TIFÓIDE – É uma doença contagiosa causada pela bactéria Salmonella typhi. A febre tifóide é uma doença distinta e não relacionada com o Tifo, provoca Febres de cerca 40ºC, dores de cabeça, fadiga, agitação durante o sono podendo levar a morte. É transmitida através da ingestão de alimentos ou água contaminada.

HEPATITE TIPO A – É uma hepatite infecciosa aguda causada pelo vírus da hepatite A, altamente contagiosa, sua transmissão é do tipo fecal oral, ou seja, ocorre contaminação direta de pessoa para pessoa ou através do contacto com alimentos e água contaminados. Os sintomas são de início súbito, com febre baixa, fadiga, mal estar, perda do apetite, sensação de desconforto no abdome, náuseas e vômitos. Pode ocorrer diarréia.

LEPTOSPIROSE – É uma doença bacteriana que afeta seres humanos e animais e que pode ser fatal. A leptospirose é uma zoonose e sua transmissão somente ocorre quando há meio aquoso (presença de água) para veicular a bactéria, pois ela não sobrevive a meios secos. Sintomas da doença podem incluir febre alta, fortes cefaléias, calafrios, dores musculares, vômitos, bem como icterícia, olhos congestionados, dor abdominal, diarréia ou coceira, podendo evoluir para falência renal, meningite, falência hepática e deficiência respiratória, em casos raros ocorre a morte.

GIARDÍASE – É a doença provocada pelo protozoário Giardia lamblia. As giárdias infectam indistintamente seres humanos, cães, gatos e gado. A transmissão pode ser de um animal para outro da mesma espécie ou de espécies diferentes. É transmitida pela ingestão de comida ou água contaminadas. É na maioria dos casos assintomática (50% dos casos), porém pode haver diarreia e dificuldade de absorção de nutrientes nos infectados.

ESQUISTOSSOMOSE – É a doença causada por parasitas do gênero Schistosoma. É a mais grave forma de parasitose, matando centenas de milhares de pessoas por ano. Todo seu ciclo até a infecção humana é em meio aquoso. Os sintomas resumem-se a diarreia sanguinolenta, palidez, e patologias urinárias.